fbpx

Um poema para Carla Cruz e suas grávidas

9 de maio de 2018

A mulher em curva

Um trecho, um pedaço de estrada ao largo, metade da alma misturada com outra

ao nascer.

Materna, a estrada tem longas curvas

e montanhosa, deixa vir a idade

dos inocentes

em uma espécie de trânsito

entre uma pessoa e outra.

 

Quando nascem,

os bebês ainda são a mãe.

Os laços de sangue, espírito e corpo

não se desfizeram, não se desfazem.

O espetáculo da maternidade

foi feito para iluminar

a humanidade.

 

Foi este fenômeno que nos transformou

nos transforma

e nos distingue.

E vai, sempre vai,

nos salvar.

 

(Poema inspirado no trabalho da fotógrafa Carla Cruz, feito com as mães que participaram do “Carinho de Mãe”, projeto do Servas que atende gestantes em situação de vulnerabilidade social. A exposição está no Shopping Estação BH, em Venda Nova)

[fbcomments]