fbpx

Em BH, o encontro dos bambas: Joca Terrons e Paulo Scott

30 de agosto de 2019

[18:37, 30/08/2019] Afonso Borges: Paulo Scott

http://bit.ly/2NIiGVl

“A morte e o meteoro”, Joca Reiners Terron (Todavia, 2019)

Restam apenas cinquenta índios kaajapukugi no mundo. Com o fim da Amazônia, a tribo perdeu sua terra e sua subsistência, e agora caminha cega rumo ao desaparecimento. Cabe ao enigmático Boaventura, misto de indigenista e aventureiro, conduzir os últimos kaajapukugi, na condição de refugiados políticos, a um santuário no México. Mas Boaventura morre subitamente, e o funcionário responsável por concluir o plano se verá em meio a uma conspiração macabra e a um mistério cujos tentáculos se expandem para o passado e o futuro.
[18:38, 30/08/2019] Afonso Borges: É isso aí: dia 18 de novembro, segunda-feira, na Juvenal
[18:38, 30/08/2019] Afonso Borges: O encontro da dupla mais talentosa da nova literatura brasileira.
[18:38, 30/08/2019] Afonso Borges: O livro do Joca ainda não saiu. O do Paulo já está nas ruas.