fbpx

Entre BH e Paris, a memória espacial das cidades

2 de setembro de 2019

 

Dois assuntos se cruzam de forma inusitada entre o Brasil e a França. Em BH, a retirada do relógio do Itaú que, há 40 anos, está no alto do Edifício JK e já faz parte da paisagem da cidade; em Paris, a possibilidade da saída das bancas de livros que ficam na margem esquerda do Rio Sena há décadas – eles pararam de vender.

 

Duas situações típicas relacionadas à memória espacial das cidades. Ouçam o podcast Mondolivro, apresentado por Afonso Borges, na Rádio BandNewsBH,  teclando nas plataformas abaixo:

 

SoundCloud

Spotify

Apple Podcast

Castbox

 

O #MondolivroIndica o novo trabalho de Frei Betto, intitulado “O Maxismo Ainda é Útil?” editado pela Cortez – e que será lançado no dia 02 de outubro, na Biblioteca Pública Estadual.

 

Referências:

Matéria “O Tempo” sobre o relógio do Itaú: tecle aqui

Matéria “France Culture”, sobre as bancas no Rio Sena: tecle aqui