fbpx

Finalista por um dia

13 de novembro de 2019

Dino Sávio

Estudava onde podia. Dentro de ônibus, banco de praça, nos intervalos do trabalho. Começou cedo, dedicado, formou-se em Publicidade. Mas o negócio dele, de verdade, era literatura. Escreveu um, dois, três, cinco livros. Tudo guardado – tinha planos enormes, colossais. Nasceu em Itaguara, terra onde Guimarães Rosa começou a escrever. Dormia e sonhava livros. E escrevia. 

Um dia fez um plano de marketing para o seu próprio livro. Postou nas redes sociais, impulsionou a campanha em vários países. Teve um engajamento incrível: atingiu 19 países, 9 línguas e impactou mais de um milhão de pessoas. Um ano depois ele publicou o livro, com um sucesso. Mas, com os problemas de sempre, não tinha distribuição. Desencantou. 

Mas tinha uns seis livros na gaveta. E começou a enviar os inéditos para concursos. Tantos, que parou de contar. Mandava como se a esperança fosse a regra. Mas nenhum deles deu retorno. Passou a mandar os originais para as editoras. Mais solidão, sem respostas. 

Um dia recebeu o email. Ele não acreditou. Teve que reler duas, cinco, trinta vezes: era finalista de um dos mais importantes e credenciados prêmios do Brasil. Além da distinção e valor em dinheiro, o livro seria publicado. Endoidou. Felicidade completa.

Passou a enviar e-mails para todos os amigos, parentes do interior, exterior, até desconhecidos souberam. Era finalista. Aquelas horas e dias e noites de leitura seriam recompensadas. Finalmente os nove (ou dez) livros sairiam do computador, impulsionados pela notícia boa. Internamente, a insegurança, mãe de todos os esforços, batia à sua porta: e se ele perdesse? Ao contrário, e se ganhasse, como seria? 

Família em festa, amigos em polvorosa, ia ser difícil atravessar aquele final de semana – o comunicado chegou em uma sexta-feira. Até que um anjo caído atravessou seu caminho, na manhã do sábado. 

- Dino, você sabe que eu sou chato, né? 

- Opa, o que foi? 

- Fui conferir no site da premiação e seu nome não está lá. 

- Como é que é? Eu estou aqui com o email deles !!!

- Me manda, por favor. 

- Recebeu? 

- Sim. Muito estranho. Faz o seguinte: responde o email da moça, dizendo que o seu nome não figura entre os finalistas, no site. Certamente vai ser incluído. 

- ...

- Dino, o que foi? 

- Eu não acredito nisso! E se for um engano? E se eles tiverem errado??

- Amigo, isso é impossível. É uma das instituições mais sérias do mundo! Para mim, só não incluíram no site. Passa o email, depois me conta. 

Uma semana depois, o anjo caído lembra do assunto e pergunta: 

- Dino, você não me deu retorno! 

- Do quê? Me lembra aí!

- Eu não acredito! Estou falando do prêmio que você é finalista com o seu livro. 

- Ah, o prêmio... vou te passar o email, peraí. 

O anjo caído abre o email e lê: 

“Bom dia, Domingos,

De fato houve um engano de minha parte. Seu texto não está mesmo entre os finalistas. Sinto muito.
Reitero porém o convite para a festa. E mande sim seu texto revisto. Teremos prazer em avaliá-lo.
Grande abraço,

Graziela”

- Dino, nem sei o que dizer, amigo. Que coisa louca...

- Tem problema não. 

- Bem, tem outros concursos, né? Você entrou em vários. Chegou algum outro email, algum resultado? 

- Querido, não sei. Deletei os arquivos de todos os meus outros nove livros inéditos. Isso é bobagem. 

PS – Aqui, o original do email: 

“Boa tarde, Domingos,

Tudo bem com você?

Sou gerente do departamento de Literatura e Informativos da SM e entro em contato antes de mais nada para agradecer sua participação na 14ª edição do prêmio Barco a Vapor e parabenizá-lo pelo texto finalista Torre de controle.

No próximo dia 30 de outubro teremos, aqui em São Paulo, a cerimônia de entrega do prêmio ao vencedor e gostaríamos de contar com sua presença na ocasião, quando as autoras e os autores finalistas também serão homenageados.

Adriana Seixas e/ou colegas dos departamentos de Marketing e Editorial (em cópia) entrarão em contato com você no início da próxima semana com mais informações sobre o evento.

Como de costume, os textos finalistas estão sendo relidos pela nossa equipe, avaliando-se a possibilidade de publicação futura.

Nesse caso, diferentemente do prêmio, aspectos de mercado, de composição de nosso catálogo e de programação editorial serão levadas em conta na decisão.

Esperamos ter esse processo concluído até final de outubro.

Um abraço e até já, 

Graziela”