fbpx

Fliaraxá e Sesc SP trazem Valter Hugo Mãe para uma verdadeira maratona literária

22 de maio de 2019

 

O Mondolivro, de Afonso Borges, informa, com exclusividade, a agenda do escritor português Valter Hugo Mãe no Brasil, onde passará por quatro cidades: Rio, SP, Araxá e Belo Horizonte. O motivo da vinda é a participação, como Autor Homenageado, no Fliaraxá. Ouçam o divertido podcast na Rádio BandNews Belo Horizonte, teclando nas seguintes plataformas:

 

SoundCloud

Spotify

 

 

E aqui, o release com mais detalhes:

 

Fliaraxá e Sesc trazem Valter Hugo Mãe ao Brasil

 

O escritor português Valter Hugo Mãe, Autor Homenageado do “Fliaraxá” 2019 vem ao Brasil para uma verdadeira maratona literária. Na pauta, três livros novos, editados pela Biblioteca Azul: “As Mais Belas Coisas do Mundo”, “Contos de Cães e Maus Lobos” e “O Nosso Reino”. As atividades de Valter Hugo Mãe no Brasil consagram a parceria entre o Sesc SP e o Fliaraxá, pelo segundo ano consecutivo. Nesta ação cultural virá também o angolano José Eduardo Agualusa.

 

Dia 13 de junho, 5a-feira, ele aterriza em nosso País direto para a livraria Blooks, no Rio de Janeiro, onde participa do “Sempre um Papo”, seguido de autógrafos; no dia seguinte, 14, 6a-feira, segue para São Paulo onde conversa sobre o tema “Literatura Portuguesa Contemporânea”, com o público do Centro de Pesquisa e Formação (CPF) do Sesc SP e autografa seus livros. No dia 16, domingo, às 16h, no Sesc Santanna, participa de debate após a exibição do espetáculo “Desumanização”, uma adaptação de seu livro homônimo, com direção de José Roberto Jardim, que fica em cartaz até 30 de junho.

 

De 19 a 23, ele participa de inúmeras atividades no Fliaraxá – Festival Literário de Araxá, sendo que o ponto alto é o dia 22, à noite, quando será homenageado.  A maratona literária continua com o “Sempre Um Papo” em Belo Horizonte, no dia 25, no Grande Teatro do Palácio das Artes e termina no Sesc Santo André, dia 26 de junho, às 20h.

 

 

Livros que serão lançados:

 

As Mais Belas Coisas do Mundo

O conto “As Mais Belas Coisas do Mundo” de Valter Hugo Mãe, ganhou publicação exclusiva e inédita no Brasil. A história que, originalmente, pertence ao livro “Contos de Cães e Maus Lobos”, recebeu edição com projeto gráfico e acabamento especiais. A obra é um pequeno conto do autor português que, a partir da perspectiva infantil, examina o que seriam as mais belas coisas do mundo. Como em uma reunião de recortes de sua vida, um neto reconstitui as memórias que guarda do avô, seus ensinamentos e a maneira como ele provocava sua curiosidade na investigação dos sentimentos das pessoas, como um detetive de interiores. Com ilustrações de Nino Cais, o livro traz também uma nota do autor, em que conta um pouco de sua relação com o avô. O texto de quarta-capa é assinado pela escritora e imortal da Academia Brasileira de Letras, Ana Maria Machado, e pelo escritor e dramaturgo Walcyr Carrasco.

 

 

Contos de Cães e Maus Lobos

Trata-se de uma nova edição do livro “Contos de Cães e Maus Lobos”, de Valter Hugo Mãe. Única obra de contos do autor português, célebre por escrever romances marcados de lirismo e oralidade, o livro traz 11 narrativas que permeiam o universo infantil, entre a descoberta e o assombro. Valter afirma não saber se dirigir ao público infantil, mas aqui compõe fábulas que repercutem em leituras prévias, como se buscassem encantar a criança no adulto. Entre as histórias, uma menina pobre que busca a riqueza interior, a mãe que aprende a lidar com a perda de um filho, um menino solitário que busca a felicidade nos livros, e a aparição de uma santa em um vilarejo, e o inédito “Nossa Senhora de Vila do Conde”, escrito especialmente para este volume. Leitores das mais variadas idades poderão ser atingidos pela força e pela sutileza dessas narrativas.

 

 

O Nosso Reino

“O Nosso Reino”, romance de estreia de Valter Hugo Mãe ganha nova edição. A obra é a primeira da série composta por “O Remorso de Baltazar Serapião”, “O Apocalipse dos Trabalhadores”  e “A Máquina de Fazer Espanhóis”, em que o autor compõe livros apenas com as letras minúsculas – e que acabou se tornando uma das suas principais características. Em meio ao regime salazarista, que vigorou em Portugal por quatro décadas, “O Nosso Reino” conta a história de um menino de oito anos e sua vida em uma pequena aldeia de pescadores em Portugal, nos anos 1970. Esta é a história de Benjamim, um menino que procura alguma forma de transcendência ao tentar levar o que imagina ser a vida de um santo. Estão presentes a todo momento os elementos de uma mitologia infantil, os medos e fantasias de um mundo em formação. Já em sua primeira obra de ficção, Valter demonstra o lirismo e a força que o tornaram célebre. Como define o próprio autor, “o nosso reino é o retrato de uma solidão espiritual a partir do vulnerável ponto de vista infantil”.

 

 

Valter Hugo Mãe é um dos mais destacados autores portugueses da atualidade. Sua obra está traduzida em muitas línguas, tendo um prestigiado acolhimento em países como Alemanha, Espanha, França e Croácia. Pela Biblioteca Azul, publicou os romances o remorso de baltazar serapião (Prêmio Literário José Saramago), o apocalipse dos trabalhadores, a máquina de fazer espanhóis (Grande rêmio Portugal Telecom de Melhor Livro do Ano e Prêmio Portugal Telecom de Melhor Romance do Ano), O filho de mil homens, A desumanização e Homens imprudentemente poéticos. Escreveu livros para todas as idades, entre os quais: O paraíso são os outros e Contos de cães e maus lobos. Sua poesia foi reunida no volume Publicação da mortalidade.