fbpx

Para Nanda, a lista dos dez livros para gostar de literatura brasileira

20 de maio de 2020

 

A Nanda, amiga da Isabella e Mariana, minhas filhas, me pediu uma relação de autores brasileiros para ela começar a ler. Adorei a ideia e divido com vocês a minha lista. Ouçam aqui o Mondolivro, na Rádio BandNews BH:

 

SoundCloud

Spotify

Apple Podcast

CastBox

 

“Boca do Inferno”, de Ana Miranda, que mistura ficção e história e tem  como protagonistas o poeta Gregório de Matos e o jesuíta Antonio Vieira.

 

“Feliz Ano Velho”, de Marcelo Rubens Paiva. É o relato do acidente que deixou o autor tetraplégico.

 

“Morcegos Negros”, de Lucas Figueiredo conta a história de PC Farias, tesoureiro de Fernando Collor de Mello.

 

“Saga brasileira: A longa luta de um povo por sua moeda”, de Miriam Leitão, fala de um tempo onde os supermercados atualizam os preços dos produtos de 30 em 30 minutos e o Brasil descobriu uma palavra terrível: hiperinflação.

 

“O Drible”, de Sérgio Rodrigues, conta o drama entre pai e filho, recupera episódios sombrios da história recente do país e faz uma celebração do futebol raras vezes empreendida na literatura brasileira.

 

“Os Últimos Soldados da Guerra Fria”, de Fernando Morais conta a história dos agentes secretos infiltrados por Cuba em organizações de extrema direita nos Estados Unidos.

 

“O Anjo Pornográfico”, de Ruy Castro, conta a história do jornalista e dramaturgo Nelson Rodrigues

 

“Toda Poesia”, de Paulo Leminski, reúne toda a produção poética deste curitibano, mestre do verso sintético e carregado de conteúdo.

 

“Estação Carandiru”, de Drauzio Varella, relato do médico enquanto voluntário no Carandiru, o maior presídio do Brasil.

 

“O Destino da Rapaziada”, de Humberto Werneck, que conta a história dos jornalistas e escritores em Minas Gerais, da década de 20 a 1945.

 

“Nova Reunião”, de Carlos Drummond de Andrade, reunião de 23 livros do poeta itabirano.