fbpx

Sempre Um Papo reúne Adriana Lisboa e Luiz Ruffato no Sesc 24 de Maio

6 de maio de 2019

 

O Sempre Um Papo e o Sesc 24 de maio reunirão os autores Adriana Lisboa e Luiz Ruffato para lançarem seus mais recentes livros. O momento é de comemoração para Adriana, que celebra seus 20 anos de carreira literária lançando o seu sétimo romance “Todos os Santos” (Alfaguara) e seu terceiro de poemas “Deriva” (Relicário). E Luiz Ruffato, uma das vozes mais proeminentes da literatura brasileira contemporânea falará de seu sexto romance “O Verão Tardio” (Cia das Letras). O encontro será no dia 20 de agosto, terça-feira, às 19h30, no Sesc 24 de maio, com entrada gratuita.

 

“Todos os Santos”, de Adriana Lisboa, é um romance sobre a culpa e o perdão. Mauro, um menino de nove anos, morre tragicamente num domingo de sol, no Rio de Janeiro – um dia de todos os santos – na piscina de um clube. A partir dessa perda, duas famílias se entrelaçam e relações de amizade e amor se configuram em torno de três crianças que crescem juntas: Vanessa (narradora do livro e irmã de Mauro), André e Isabel, com quem ela se envolve romanticamente em momentos diferentes da vida. A narrativa acompanha as vidas dos trê, desde os anos oitenta no Rio de Janeiro até os nossos dias, num mundo que viu tantos sonhos ruírem e que precisa elaborar o luto sob diferentes formas. Deslocados, os três vão se dedicar a vidas que também se fazem em busca de pouso – refugiados no leste europeu, aves migratórias na Oceania.

 

“Deriva”, de Adriana Lisboa, reúne poemas escritos ao longo dos últimos dois anos, num projeto que partiu de uma reflexão sobre as ilhas (cabe dizer, que a autora começou a escrever o livro na Nova Zelândia e terminou em Cuba), sobre estar à deriva de variadas formas – no mundo, dentro das fronteiras de um país, na intimidade de um corpo. Há no livro uma ideia de dispersão, de busca metafórica de porto e de âncora, mas também a celebração da liberdade que pode estar por trás de todo não saber.

 

“O Verão Tardio”, de Luiz Ruffato, aborda uma história de inadequação. Depois de mais de vinte anos, Oséias, um homem abandonado por mulher e filho, decide regressar a sua cidade-natal, Cataguases, em Minas Gerais. Durante seis dias, seguimos passo a passo suas andanças, visitas a familiares, encontros com velhos personagens locais. A sombra do suicídio de uma de suas irmãs, Lígia, e a comunicação falha com praticamente todos a sua volta acompanham suas tentativas de reatar os fios do passado. Em meio a um Brasil que parece ir do projeto à ruína a todo momento, O Verão Tardio propõe uma reflexão sobre uma sociedade em que as classes sociais romperam completamente o diálogo e, como afirma um de seus personagens, se tornaram “planetas errantes” prontos para entrarem em rota de colisão e se destruírem.

 

Adriana Lisboa nasceu no Rio de Janeiro. É autora, entre outros livros, dos poemas de Parte da paisagem e Pequena música, dos romances Sinfonia em branco (Prêmio José Saramago), Um beijo de colombina, Rakushisha, Azul corvo (um dos livros do ano do jornal inglês The Independent) e Hanói, e dos contos de O sucesso. Seus livros foram traduzidos em mais de vinte países. Seus poemas e contos saíram em revistas como Modern Poetry in Translation e Granta.

 

Luiz Ruffato nasceu na cidade de Cataguases, Minas Gerais, em 1961. Ganhou destaque no cenário literário com o lançamento de Eles Eram Muitos Cavalos. É autor também da pentalogia Inferno Provisório (hoje disponível em volume único), que aborda de maneira contundente a história do operariado brasileiro no período de 1950 a 2002, num debate da realidade social marcado por experimentalismos literários.

 

Serviço:
Sempre um Papo recebe Adriana Lisboa e Luiz Ruffato
Dia 20 de agosto de 2019, terça-feira, às 19h30, no Sesc 24 de Maio
Rua 24 de Maio, 109, Centro (SP)
ENTRADA GRATUITA
Informações: (11) 3350-6300 – www.sempreumpapo.com.br

Informações para a imprensa:
31 992046367 / jozane@sempreumpapo.com.br

Informações para a imprensa:
Jozane Faleiro – jozane@sempreumpappo.com.br / 31 992046367