fbpx

Thaís Guimarães ganha o Prêmio Off Flip 2019 de Poesia

15 de abril de 2019

 

Poeta da linhagem de Carlos Drummond de Andrade, Thaís Guimarães ganhou o primeiro lugar do Prêmio Off Flip 2019. Nenhuma surpresa para quem milita há mais de 30 anos na trincheira poética das palavras. Ouçam aqui o poema vencedor, “A Poetisa”, gravado por Afonso Borges, no Mondolivro, da Rádio BandNews Belo Horizonte, clicando nas plataformas abaixo. A foto é de Branca Maria de Paula.

 

SoundCloud

Spotify

 

 

A Poetisa 

para Hissa Hilal, poeta beduína

 

Um dia não tive rosto

Em outra vida fui beduína

Não recebi moedas ao lavar a lâmpada

nenhuma paga que valha o óleo

queimado nas mãos

Um dia fui beduína aos 43 anos

e meus cabelos louros eram castanhos

com fios brancos sob o niqab negro

 

 

Porque também fui beduína

poemas foram queimados

divorciados de mim

debaixo das patas

dos cavalos

 

 

Na areia

minhas pegadas são réstias

que resistem

 

 

Do couro solado à imagem gasta

de uma boca nunca vista

uma língua vaza

pela fresta

 

 

Porque fui beduína

nascida com o dote

da palavra atribuída

à má sorte

Entre estacas provisórias

– escora

para cordas curtas

 

 

As letras escritas por minhas mãos

pojaram de uma cana fendida

o leite de pedra

de peitos nunca vistos

e alentaram palavras consoantes

num papel sobre os joelhos

enquanto homens bebiam chá

e riam

à sombra

das tendas de frisa

 

 

Beduína, agora levanto o véu

da alma

com a voz do vento

sem trégua

 

 

Um eco

centelha no deserto

– rasga a burka do medo

na fenda de um niqab negro