fbpx

Com máscara, sim, a cultura pode retornar, segundo Starling

3 de setembro de 2020

 

O infectologista Carlos Starling foi taxativo: as máscaras vieram para ficar, mesmo depois da vacina – aliás, das vacinas – porque serão várias. Hoje, no #10mindePapo, me impressionou a firmeza com a qual ele previu uma nova era, onde a máscara será presente, e constante. Citou como exemplo definitivo a brutal redução de casos associados às demais doenças respiratórias, como H1N1, tuberculose, meningite, broquites e todos os tipos de gripes e resfriados. Tudo por causa, segundo ele, do uso de máscaras.

 

O doutor Carlos Starling compõe a força tarefa de Belo Horizonte que hoje colocou a cidade entre as mais seguras do País: o R0 está abaixo de um e os leitos e UTI’s, na faixa de 50% de ocupação. Isso justifica uma abertura cuidadosa e inteligente do comércio, já em curso.

 

O doutor Carlos Starling está, neste momento, também, elaborando o protocolo de abertura do Inhotim Centro de Arte Contemporânea e do Fliaraxá – Festival Literário de Araxá, a se realizar no início de novembro, em sua nona edição.

 

Neste ponto, a pergunta foi feita: os teatros, cinemas e demais ambientes culturais poderão ser reabertos? Quando, e como? Assistam a conversa. Será, sim, possível, em breve – e com toda segurança.

 

Aqui o link: https://bit.ly/31Xb3Bj

 

Publicado também no jornal “O Globo”