fbpx

#FiqueBem é o desejo do Mondolivro, de Afonso Borges

22 de abril de 2020

 

Os seres humanos nasceram para a aglomeração – em shows, espetáculos ou mesmo em pequenas reuniões ou.. botecos! Que saudade dos butecos e restaurantes…  A Covid-19 nos obriga ao isolamento e única solução é a vacina. Como já entramos no segundo mês do confinamento, vamos mandar um #FiqueBem para os amigos, amigas e desconhecidos?

 

Ouçam o Podcast Mondlivro, com Afonso Borges, na Rádio Band News Bhz, teclando nas plataformas abaixo:

 

SoundCloud

Spotify

Apple Podcast

 

Abaixo, o texto do podcast:

 

Olá ouvintes da rádio Band News, Belo Horizonte.

Espero que vocês estejam bem, em casa e seguros. Isso porque hoje eu amanheci com a seguinte ideia: o homem e a mulher, o ser humano, necessita de aglomeração. Esse vírus teve essa capacidade de acabar com a possibilidade de nós nos reunirmos. Reunirmos em grandes shows, em grandes espetáculos, em grandes teatros. Reunirmos em momentos menores, na casa de amigos, em festas , em bares, principalmente em bares, (quem não está com saudade de um boteco hoje em dia né?), nas praças…

 

Então, esse vírus veio para trazer essa reflexão: da importância da aglomeração na vida da gente. Só junto, só aglomerado que a gente consegue avançar, consegue andar e consegue ser feliz. Mas para chegar esse momento da aglomeração, a gente precisa, nesse momento, se isolar. Se isolar em família, se isolar sozinho… Não importa. Mas é necessário para que consigamos voltar a normalidade em algum momento, que não se sabe qual ainda, que a gente se isole agora.

 

Certamente, todo mundo deve estar pensando qual é a coisa mais cara do mundo hoje, será que é um diamante, um lote, um terreno em Nova Iorque, seja lá o que for? Não! Hoje a coisa mais cara do mundo, chama-se vacina! E pelo o que eu li, essa vacina virá da Alemanha, porque lá é que os estudos estão mais avançados. Pois então, a Alemanha, que no século passado trouxe os 2 maiores flagelos da humanidade, que foram as guerras. Que nesse século, traga a cura, a solução desse grande problema que é a Covid 19.

 

Então, eu queria encerrar essa coluna, pedindo que todo mundo, nesse momento complicado (que já se passou 30 dias de isolamento), deseje ao outro um voto de ficar bem. Eu acho que todo mundo está precisando de um ajudar o outro nesse sentido. Então eu inventei o “Fique bem”!
Então, todos aí, fiquem bem! Eu vou fazer um texto, um pequeno texto, um recado, um bilhete, eu vou passar pelo whatsapp, eu vou passar por e-mail, por mensagem gravada de whatsapp, um “fique bem” para esse meu amigo que está lá em casa, com a família ou não, recluso ou não, mas é importante a gente trocar “fique bem” daqui para a frente, para que um fortaleça o outro.

De preferência, fique bem com uma sugestão de leitura, e a minha vai agora: é o novo livro do Tony Bellotto que se chama “Dom” e conta a história do bandido Pedro Dom que durante muito tempo reinou no Rio de Janeiro.

 

Enfim, fique bem! Um grande abraço.