fbpx

No Dia do Escritor, homenagem a Fábio Lucas, 90 anos

25 de julho de 2021

 

Precisamos falar do crítico literário Fábio Lucas, que comemora 90 anos em 27 de julho. Foi presidente da UBE – União Brasileira de Escritores – por 5 mandatos, membro das Academias de Letras de Minas e SP, colaborador de jornais e revistas literárias pelo mundo afora. Teve sua carreira de professor universitário interrompida durante a Ditadura mas nunca se curvou.

Cedo este espaço para o texto de seus filhos e filhas, queridos amigos de juventude. Precisamos falar de Fábio Lucas e sua trajetória sempre em função dos livros, autores e literatura. Afonso.

 

‘Vamos falar dos 90 anos de Fábio Lucas Gomes, uma pessoa muito especial que faz aniversário neste dia 27 de julho. É ele que inspira todos que o rodeiam, diariamente, com seu otimismo, sabedoria e afetividade.

Esmeraldense, décimo nono filho dos vinte e um rebentos de nossa vó Lucrécia, é o Decano da Academia Mineira de Letras e membro também da Academia Paulista de Letras.

Em 2015 recebeu o prêmio Minas Gerais de Literatura, pelo conjunto de sua obra.

E sua obra não é pouca coisa. São mais de 60 livros principalmente na área da crítica literária, economia e ciências sociais e alguns de ficção.

Um apaixonado pela literatura e constante pensador das questões sociais brasileiras, foi professor em quinze universidades, algumas no Brasil, outras na Europa e nos Estados Unidos da América; presidente, por cinco vezes, da União Brasileira de Escritores; diretor do Instituto Nacional do Livro; membro da Associação Brasileira de Crítica Literária; sócio honorário da American Association of Spanish and Portuguese; fundador das revistas literárias Vocação e Tendência, ambas em Belo Horizonte; colaborador em jornais e revistas literárias do Brasil, Portugal, Estados Unidos, México, Canadá, Espanha e Itália. Ufa!

Coleciona medalhas e prêmios, tais como o Prêmio Jabuti de Literatura, o Prêmio Juca Pato de Intelectual do Ano da União Brasileira de Escritores, Medalha da Inconfidência, pelo então Governador do Estado de Minas Gerais Tancredo Neves e o Prêmio de Literatura da Fundação Conrado Wessel, entre outros.

Precisamos falar de Fábio Lucas, que mesmo tendo tido sua carreira de professor universitário interrompida pela ditadura militar, nunca abandonou seu trabalho investigativo e importante especialmente para a literatura nacional.

Vamos falar do amigo, do pai maravilhoso, vô e bisavô a quem nutrimos amor, admiração e profunda gratidão.

São 90 anos, não é pouca coisa, e desejamos muitos mais! Viva!

 

Lelena Lucas, Guilherme Lucas, Glaura Lucas, Rosana Lucas – filhos; netos e bisneto”