fbpx

O fim das livrarias físicas está próximo ?

11 de agosto de 2020

 

A chegada pesada da Amazon.com nos estados brasileiros, abrindo depósitos regionais é mais uma mostra da agressividade comercial da plataforma norte-americana no mercado de livros brasileiros. E não é só ela: o Submarino e outros portais de e-commerce utilizam os livros como catapulta para vender outros produtos. E piora: as livrarias físicas estão habituadas a trabalhar sob consignação, operação que quase provocou um crash nas editoras – após a falência da Cultura e da Saraiva, as duas maiores redes físicas do País. Esta equação não fecha. Quem vai sofrer, de verdade, são as pequenas e médias livrarias. O que fazer? Ouçam o Mondolivro, da Rádio BandNews BH, com Afonso Borges, teclando nas plataformas abaixo:

 

SoundCloud

Spotify

Apple Podcast