fbpx

“Sempre Um Papo – Ano 15” – Comunicado

14 de abril de 2021

Sempre Um Papo com o autor e jornalista Zeca Camargo no ano de 2013.

Recebemos, com pesar, a informação que a CBMM não vai dar continuidade ao patrocínio do projeto “Sempre Um Papo”, depois de 14 anos contínuos e frutuosos. O projeto “Sempre Um Papo” comemora, em nível nacional, 35 anos de atividades, sendo 14 na cidade de Araxá. O legado é imenso, formado por mais de 150 encontros com escritores, intelectuais e artistas, abordando os mais diversos gêneros literários. Temas que vão da literatura de ficção e não-ficção, passando pela educação, meio ambiente, jornalismo, psicologia, bem estar, espiritualidade, infância e tantos outros campos do conhecimento humano. E sempre com entrada gratuita ao público, fomentando a livre disseminação do saber e da leitura.

Paralelo ao “Sempre Um Papo”, de periodicidade mensal, há 10 anos surgiu o “Fliaraxá” que completa o círculo virtuoso de incentivo ao hábito da leitura, e projeta a cidade em âmbito mundial. Basta observar o resultado do ano passado onde 8 milhões de impressões em redes sociais foram registradas. Só a título de comparação, o Hay Festival, considerado o maior festival de literatura do mundo, em Cartagena, Colômbia, totalizou um milhão.

O incentivo ao hábito da leitura, bandeira do projeto é o maior valor que o projeto “Sempre Um Papo” encarna. E nos últimos anos, registrou e deu ênfase aos inúmeros escritores e escritoras da cidade, revelando novos e valorizando os consagrados. Todos tiveram acolhimento no projeto, criando uma rede virtuosa de transmissão de informação e sabedoria. A grande maioria dos eventos se realizou no Uniaraxá, favorecendo milhares de estudantes e público da cidade, que sempre prestigiou e reconheceu a importância do projeto. Muitos aconteceram também no Teatro Municipal, na ACIA e Fundação Calmon Barreto.

Ressaltamos que o público de Araxá foi o maior beneficiário deste investimento cultural. Um público participativo e atento, que sempre nos instigou, sugerindo temas e convidados, com os olhos brilhando e ouvidos alertas para o aprendizado. O outro legado é a semente plantada em jovens e crianças que tomaram amor pelos livros nas dezenas de debates, ou vendo o pai, a mãe, avós ou parentes sentados nas plateias e levando um pouco de literatura para as suas casas. É um valor inestimável que vale para uma vida toda, por gerações. Destacamos, entre tantos, anos afora, as presenças de Valter Hugo Mãe, Zuenir Ventura, Rubem Alves, Tony Bellotto, Gabriel Chalita, Amyr Klink, Drauzio Varella, Marcelo Tas, Tania Zagury, Xico Sá, Mary del Priore, Zeca Camargo, Mário Sérgio Cortella,  Frei Betto, Denise Fraga, Luis Nassif, Marco Lucchesi, André Trigueiro, Marcia Tiburi, Professor Pasquale, Marcelo Rubens Paiva, Içami Tiba, Líria Porto, Cássio Amaral, Fê Liz, Leni Nobre, Melina Costa, Rodrigo Feres, César Campos, João Victor Idaló, Renato Zupo, Marcos Paulo e tantos outros.

Sendo assim, vimos aqui agradecer a CBMM que, durante 14 anos confiou no projeto, emprestando seu prestígio através dos recursos públicos da Lei Federal de Incentivo à Cultura, no artigo 18, que concede 100% em dedução dos impostos a pagar no investimento em projetos culturais.